Celso Luiz prestará depoimento nesta quinta-feira (08) em audiência aberta a imprensa na comarca de Mata Grande. - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

Portal de noticias de Mata Grande-AL

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












Celso Luiz prestará depoimento nesta quinta-feira (08) em audiência aberta a imprensa na comarca de Mata Grande.



Ex-prefeito irá depor pela suposta falta de repasse dos empréstimos consignados de servidores descontados nas folhas de pagamento.



Por: Robertta Farias - Dicom TJ/AL





Na próxima quinta-feira (08), o juiz Anderson Santos dos Passos conduzirá, às 10h, na Comarca de Mata Grande, audiência de instrução com o ex-prefeito de Canapi, Celso Luiz Tenório Brandão. Preso em maio deste ano, pela Polícia Federal, acusado de desvio de dinheiro de programas do governo federal, o ex-gestor será encaminhado para a cidade de Mata Grande para participar da audiência.
O político responde a cinco processos de improbidade administrativa na Justiça estadual. Na quinta (8), Celso Luiz e outros acusados irão depor sobre as possíveis irregularidades no Instituto de Previdências do Município de Canapi (nº 0800002-78.2016.8.02.0022), no qual se verificou a ausência de repasse das contribuições previdenciárias dos servidores e patronais no valor de R$ 805.898,31.
Entre os processos por improbidade administrativa que tramitam na Comarca de Mata Grande contra o ex-prefeito estão os referentes a falta de repasses dos empréstimos consignados retidos dos salários dos servidores municipais tanto para o Banco do Brasil, no valor de R$ 243.609,38 (processo nº 070000383-78.2016.8.02.0022), quanto para a Caixa Econômica Federal, R$ 179.131,66 (nº 0700385-48.2016.8.02.0022), além da falta de repasse do duodécimo ao Poder Legislativo Municipal (nº 0700313-61.2016.8.02.0022).
Celso Luiz ainda responde ao processo nº 0700267-72.2016.8.02.0022 sobre um suposto desvio de R$ 11 milhões das contas da prefeitura para terceiros no período de janeiro de 2015 a fevereiro de 2016. Durante a tramitação desses processos, Celso Luiz teve bens bloqueados pelo Judiciário alagoano.
De acordo com o magistrado, a audiência é pública e poderá ser acompanhada pela imprensa.