Polícia cria comissão de delegados para investigar 2º assassinato de vereador em Batalha, AL - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

Portal de noticias de Mata Grande-AL

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












Polícia cria comissão de delegados para investigar 2º assassinato de vereador em Batalha, AL


Tony Pretinho foi morto com tiros de pistola e de espingarda na cabeça; delegado plantonista diz que crime tem características de execução.



O assassinato do vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, o Tony Pretinho (PR), 34, na cidade de Batalha, Sertão de Alagoas, vai ser investigado por uma comissão formada por três delegados, segundo informou neste sábado (16) a assessoria da Polícia Civil. O delegado plantonista da região disse que ele foi atingido por tiros de pistola e de espingarda e que o crime tem características de execução.

Tony foi o segundo vereador assassinado no município em pouco mais de um mês. No início de novembro, o vereador Neguinho Boiadeiro (PSD) foi morto a tiros quando saía da Câmara de Vereadores. Esse crime também é investigado por uma comissão de delegados.


De acordo com a Polícia Civil, a investigação de crimes por meio de comissão é necessária em casos complexos, que requerem uma investigação mais aprofundada e, principalmente, para dar celeridade ao andamento do inquérito.

O delegado Sandro Marcelo, titular da regional de Pão de Açúcar, esteve no local do crime e ouviu de testemunhas que os criminosos chegaram de carro e apenas um deles atirou contra Tony.



"O atirador disparou primeiro de dentro do carro, com pistola 9 mm. Depois ele desceu do carro com uma espingarda calibre 12 e atirou na cabeça dele. Isso foi um crime de execução, não roubaram nada do vereador", informou o delegado.



Ainda segundo o delegado, Tony Pretinho, que também é construtor, estava na porta de casa resolvendo uns pagamentos com um funcionário e mais outra pessoa. "O dinheiro caiu no chão, as pessoas pegaram e devolveram à família dele depois. As testemunhas disseram que o atirador estava com uma camisa na cabeça pra cobrir o rosto".



As duas pessoas que estavam com o vereador quando ele foi morto já foram ouvidas pela polícia. "Passamos os depoimentos pra comissão [de delegados]. Eles vão ver se encontram alguma filmagem, porque a rua tinha muitas câmeras de segurança e estava bem iluminada na hora do crime".

Desde a morte de Boiadeiro, a Polícia Militar promove uma ocupação na cidade para garantir a segurança na região, mas isso não impediu o segundo assassinato. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Alagoas informou que a ocupação está mantida por tempo indeterminado.

A polícia ainda não faz relação entre os dois assassinatos, mas um segundo homicídio quando o primeiro ainda nem teve o inquérito concluído chama atenção dos investigadores. Por ora, não há suspeitos no caso.

A comissão responsável pela investigação da morte de Tony Pretinho é formada pelo delegado João Marcelo, regional de Santana do Ipanema; Fábio Costa, coordenador da Delegacia de Homicídios da Capital, e Eduardo Mero, também integrante da Homicídios.

Apenas o delegado Fábio Costa integra a comissão que investiga o homicídio de Neguinho Boiadeiro. Este primeiro inquérito teve o prazo de conclusão prorrogado.

O delegado-geral Paulo Cerqueira determinou que a comissão iniciasse o trabalho investigativo imediatamente.


Por G1 AL