Ronaldo pegou o diploma segurando um balde e uma vassoura.

"Se alguém algum dia perguntar: qual sua profissão? Não tenho vergonha, sou faxineiro", diz Ronaldo, orgulhoso. Nascido em Barreiras, no interior da Bahia, ele foi parar em Brasília, onde enfrentou a fome, conseguiu emprego como faxineiro em uma escola pública e não desistiu dos estudos até conseguir se formar em jornalismo, sem nunca ter vergonha de ter sido faxineiro.

Fonte: Fantástico