Renan Filho anuncia rateio do Fundeb para professores da rede pública de AL - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

Portal de noticias de Mata Grande-AL

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












Renan Filho anuncia rateio do Fundeb para professores da rede pública de AL



Governador disse que projeto que autoriza o repasse segue na próxima semana para Assembléia Legislativa.


O governador de Alagoas Renan Filho (MDB) anunciou nas redes sociais que vai repassar para os professores da rede pública estadual valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Segundo Filho, o projeto para que o rateio seja consolidado será encaminhado na próxima para Assembleia Legislativa (ALE) para a apreciação dos deputados estaduais.
"O valor será superior ao de uma folha de pagamento. Ou seja, você vai receber um valor superior ao salário que você recebe mensalmente. Isso significa dizer que será um 14ª maior que o 13º. Uma grande boa nova para o professorado e nós já vamos na próxima semana enviando o projeto de lei para a Assembleia Legislativa. Já que os recursos entraram no finalzinho do ano e não puderam ser pagos com o orçamento em andamento nesse ano passado. A gente então precisa de um projeto de lei aprovado pela Assembléia Legislativa pra gente poder pagar. Mas isso deve ocorrer logo com o retorno da assembléia pra gente pagar todos os professores de Alagoas", expôs.

Bônus do IDEB

No mesmo dia, o governador anunciou que vai pagar nesta sexta-feira (3) o bônus por atingimento de meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). No total, foi liberado R$ 4,4 milhões apenas para as escolas que atingiram a meta do governo.
"São R$ 4,4 milhões para os professores do estado que trabalharam, se dedicaram e fizeram as suas escolas atingirem a meta do governo que é superior a meta do MEC. Isso fez com que Alagoas tivesse um dos maiores crescimento na qualidade da educação de todo o Brasil", diz.
Segundo o governador, o bônus é para todo mundo da escola, professores e servidores.




Fonte: G1 AL