Município de Mata Grande é contemplado com Programa Criança Alagoana - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

O seu portal de notícias do sertão alagoano

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












Município de Mata Grande é contemplado com Programa Criança Alagoana


A solenidade de entrega dos cartões aconteceu nesta segunda-feira (08), na sede da Escola Parque Infantil Profª Lizetty Lisboa Martins em Mata Grande.


Participaram da entrega o Prefeito Erivaldo Mandu, o vice-prefeito, Marquinho de Germano, vereadores, lideranças politicas, além de representantes do governo do estado.

 

O Projeto Programa Criança Alagoana (Cria)

 

O programa de distribuição de renda atenderá mulheres gestantes ou mãe de criança com até seis anos de idade, todas em situação de vulnerabilidade social que irão receber R$ 100 por mês.

O recurso deve ser empregado na compra de alimentos para famílias classificadas como pobres ou vivendo na extrema pobreza, com filhos no período da primeira infância.

Todas as gestantes que vivem em pobreza ou extrema pobreza podem solicitar o recurso, mas precisam estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Além de atender este critério indispensável para ter acesso ao CRIA, a beneficiada deve se dirigir ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo, levando RG, CPF, Número de Identificação Social (NIS), comprovante de residência, caderneta da gestante ou encaminhamento do posto de saúde comprovando o início do acompanhamento pré-natal.

As gestantes podem entrar com o pedido do benefício em qualquer fase da gestação e permanecerá recebendo o valor de R$ 100,00 até a criança, nascida desta gestação, completar 6 anos.

No caso do cadastro de crianças, é necessário que o responsável também esteja inscrito no CadÚnico e leve seus documentos pessoais e a certidão de nascimento ou RG da criança. É importante ressaltar que o cadastrado de crianças tem idade limite de até 5 anos, mas elas recebem o benefício até completar 6 anos.

O decreto do Cartão CRIA contempla ainda todas as crianças nascidas com a síndrome congênita do Zika vírus. Cada família só pode receber um benefício, mas existem duas exceções: famílias que possuam criança com síndrome do Zika vírus e a mãe esteja gestante, e quando existem duas gestantes na mesma casa, no caso, mãe e filha. Para manter o recebimento dos R$ 100, as beneficiárias precisam cumprir algumas exigências, tais como: fazer os exames e as consultas de pré-natal e puericultura (crianças); estar em dia com as vacinas; realizar avaliação nutricional e fazer acompanhamento familiar com a equipe do CRAS. No caso das crianças, é preciso que o cartão de vacina esteja atualizado.


Mais Fotos






 


Por Redação com Informações Davi Salsa