PC esclarece desaparecimento e prende três suspeitos de matar empresário no interior de Alagoas - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

O seu portal de notícias do sertão alagoano

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












PC esclarece desaparecimento e prende três suspeitos de matar empresário no interior de Alagoas

 

A Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), comandada pelo delegado Gustavo Xavier, esclareceu o caso do desaparecimento e assassinato do empresário Gilmário Alencar, de Olho D’Água das Flores, cidade localizada no Sertão alagoano.

De acordo com Xavier, três pessoas suspeitas do crime foram presas durante a madrugada do último sábado, 27 de fevereiro “A vítima foi morta por estrangulamento e depois teve o corpo queimado em um tipo de tonel”, revelou Gustavo Xavier.

O diretor da DEIC informou também que o crime foi planejado pelo proprietário de um lava jato e por seu genro, que tinham dívidas com a vítima de R$ 10 mil e R$ 8 mil, respectivamente. O crime ainda contou com a participação de dois funcionários do estabelecimento.

Com os suspeitos, a Polícia Civil apreendeu duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12. Além dos três presos, um dos acusados entrou em óbito após trocar tiros com a polícia.

 

O crime

 

Gustavo Xavier enfatizou que o empresário foi rendido com a utilização da espingarda e logo após foi estrangulado. Depois de morto, foi deixado dentro do escritório do lava jato, enquanto os criminosos levavam o veículo da vítima – uma Hilux SW4 - para a cidade de Arapiraca, com o objetivo de simular um possível sequestro. O veículo foi deixado em um posto de combustíveis.

“Após retornarem de Arapiraca, o proprietário do lava jato, juntamente com os dois funcionários, pegaram o corpo da vítima e colocaram na carroceria da Fiorino, a fim de ocultar o cadáver. Seguiram em direção à zona rural do município de Olho D’Água das Flores e incendiaram o corpo em um tipo de tonel”, destaca o delegado Xavier.

De acordo com a autoridade policial, a Polícia Civil continua investigando os suspeitos para ver se eles têm participação em algum outro crime.

Por Aqui Acontece