Lázaro Barbosa morre após troca de tiros com a polícia em Goiás - Sertão News 24 Horas

Sertão News 24 Horas

O seu portal de notícias do sertão alagoano

Post Top Ad

PUBLICIDADE:












Lázaro Barbosa morre após troca de tiros com a polícia em Goiás

 


O foragido Lázaro Barbosa foi morto após uma troca de tiros com a polícia nesta segunda-feira (28). A informação foi confirma pela GloboNews com a Polícia Civil. A força-tarefa das policiais de Goiás e do Distrito Federal encontrou o criminoso após 20 dias de buscas. Nas redes sociais, Caiado parabenizou a polícia pelo trabalho. “Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido”, escreveu o governador no Twitter. Também nas redes sociais, imagens do momento da captura do criminoso foram divulgadas. No vídeo, os policiais comemoram a prisão.

Nesta segunda-feira (28), a força-tarefa que buscava por Lázaro estava concentrada em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, onde testemunhas alegaram ter visto o criminoso. O local fica a cerca de 20 km de onde foi montada a base da operação.

 

Histórico de Lázaro Barbosa

 

Lázaro tinha uma condenação por homicídio, na Bahia, e é também era procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi preso em 2009, mas conseguiu fugir do Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 2016. À época, não retornou da saída temporária de Páscoa. Em 2018, ele foi detido novamente, desta vez em Águas Lindas de Goiás, mas escapou da prisão poucos meses depois.

O homem que a polícia perseguia era acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia, no último dia 9. Os mortos eram Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15. O foragido também era apontado como responsável pelo sequestro da mulher de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos. O corpo dela foi encontrado no dia 12 de junho à beira de um córrego.

Lázaro também era investigado como suspeito da morte de um caseiro de uma fazenda no distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás, no último dia 5. Durante a fuga dos últimos dias, Lázaro invadiu chácaras, furtou um carro e o abandonou na BR-070, fez uma família refém e trocou tiros com a polícia.



Por Istoé